arco del triunfo arco del triunfo zaha hadid  
bali cóctel barcelona   zaha hadid hotel berlin
bali   metro munich
bali

Viagens Lugano


Turismo Suíça

As conhecidas imagens da Suíça, coloridos chalés, pradarias alpinas e exclusivas estações de esqui, encontram-se com facilidade, mas o país oferece outras muito caras de igual acessibilidade: desde pitorescas cidades medievais até grandes colecções de arte e alta gastronomia. Os recantos rurais suíços oferecem magníficas oportunidades para relaxar-se e recargar energias. Zurique, Lucerna, Basileia, Lausanne, Genebra e Berna são as cidades mais visitadas do país. Juf na zona de Graubunden está situada a: 2126 m. de altura e é a população mais alta; na troca Ascona na zona do Ticino está situada a 196 m. Sobre o nível do mar, é a população mais baixa. E para dar mais detalhes lhe dizemos que ambas as populações se encontram a 70 Km uma da outra.

Turismo Lugano

Lugano ocupa o centro de uma harmoniosa baía enmarcada pelo Monte Bré e o Monte São Salvador, ambos cobertos de bosques. Como está orientada para Sul, a Primavera e o Outono são as melhores estações para passar as férias em Lugano. Poucas cidades suiças oferecen ao turista tantas actividades e distracções para desfrutar do tempo livre. Além disso, Lugano és um bom ponto de partida para visitar três grandes lagos: o Maior, o de Lugano e o de Como.


O que visitar em Lugano

Estes são os 10 lugares que não deves deixar de visitar durante um fim de semana em Lugano:

1. Plantada frente ao formoso lago que tem o seu nome, Lugano é uma sugestão enlaçada de pequenas e empinadas ruelas. O Lago Lugano tem um aspecto agreste encaixado entre ladeiras abruptas e harmoniosas dos Pre-alpes decoradas com as folhas douradas das oliveiras. Está dividido em dois pela estrada e o ferrocarril de São Gotardo que afortunadamente, não afectam a navegação a lacustre. Desde o Parque Municipal até o Paradiso extende-se um belíssimo passeio com vistas infinitas e muito variadas.

2. O precioso parque municipal situado nas margens do lago encontra-se perto do Palácio de Congressos. É um lugar especialmente agradável para passear e descansar à sombra das árvores, sobretudo nos dias de muito calor. Quando faz bom tempo há concertos ao ar livre. Várias estátuas e fontes contribuem para aumentar o encanto deste bonito jardim.

3. O Monte Generoso (1701m), ao que se pode aceder em funicular, oferece nos dias claros uma vista que abarca parte dos Alpes como dos Apeninos, além de vários lagos.

4. Em Melide está Swissminiatur, com mais de cem reproduções à escala dos mais famosos edifícios do país.

5. O Museu de’Arte Moderna está instalado na Vila Malpensata, está dedicado a exposições temporais de qualidade centradas em grandes artistas.

6. Nas redondezas da cidade dentro de um parque ajardinado, encontra-se Vila Favorita, a famosa residência dos mecenas de arte: os barões Thyssen-Bornemisza, também realizaram exposições dedicadas e muito selectas. O Museu Cantonal d’Arte está situado num antigo palácio e dedica a sua exposição a artistas locais.

7. Santa Maria degli Angioli, nesta antiga igreja conventual, iniciada em 1499, conservam-se três frescos excepcionais de Benardo Luini (1480-1532). O mais impressionante, o que cobre a cancela que separa o coro da nave. Na primeira capela da direita o fresco que mostra a Virgem com o Menino e São Juan de uma beleza digna de Leonardo, procede do claustro. O fresco da nave reproduz a Última Ceia.

8. Na Piazetta São Carlos chama à atenção uma escultura surrealista de Salvador Dalí titulada A nobreza do tempo. A Via Nassa desemboca na Piazza della Riforma, uma grande praça cheia de vida sobretudo durante o Festival Jazz, com numerosas esplanadas de cafés e na qual se alça a majestuosa fachada principal da Câmara Municipal.

9. Para chegar à Piazza Cloccaro deve-se apanhar o funicular, uma vez aí há que visitar o Palazzo Riva, uma bonita mansão com balcões de ferro forjado.

10. Finalmente, recorrer Via Cattedrale, uma ruela muito empinada que sobe até a catedral. São Lorenço, foi edificada em tempos do românico, mas os frescos que decoram a sua fachada principal são fruto de artistas locais na época do renascimento. Na nave lateral direita destaca-se a capela da Virgem da Graça, pela sua bonita decoração.


Restaurantes. Onde comer em Lugano

A Via Pelissa, estreita e típica, está especializada em comércios de alimentação, um autêntico festival de cores e odores. Como em toda a Suíça, a comida é cara. Mas na capital de Ticino, encontrarás comida italiana a bom preço nos restaurantes do casco antigo.

Vida Nocturna Lugano

A vida nocturna de Lugano, é muito movida, quase mediterrânea.

Compras em Lugano

As empinadas ruelas pedonais e as escadarias do casco antigo são um labirinto em que se pode perder embora se vá às compras. A Via Nassa, com as suas lojas de luxo baixo as arcadas é o eixo principal do casco antigo.

 

Prepara a tua viagem a Lugano:

 



















Copyright 2008 by TyM Viajeros S.L. - A travel media company.