arco del triunfo arco del triunfo zaha hadid  
bali cóctel barcelona   zaha hadid hotel berlin
bali   metro munich
bali

Viagens Moscovo


Turismo Rússia

Os ícones e as ideologias políticas podem ter caído, mas os forasteiros todavia têm uma visão nebulosa da vida na Rússia. Os efeitos do desdobramento de uma economia de mercado fazem com que pouco a pouco este país desperte do seu letargo de tantos anos para ressurgir como uma nação distinta, membro de uma Federação de Países que já destacam e que lutam com força para adaptar-se aos novos tempos. Este ar de incerteza combina com a grande hospitalidade das suas gentes, que te acolhem sem receio oferecendo-te um copo de vodka para aguentar melhor o intenso frio deste país cheio de segredos que desejam ser descobertos. Vem à Rússia e descobrirás o encanto de uma grande nação emergente.

Turismo Moscovo

Moscovo. Envolta por colinas e surcada pelo rio Moscova, esta cidade de 1.035 Km2 e mais de 10 milhões de habitantes, é a capital da Rússia. A melhor forma de recorre-la é de metro, além de se recorrer um dos grandes atractivos da cidade: as luxuosas estações de metro.


O que visitar em Moscovo

Estes são os 10 lugares que não deves deixar de visitar durante um fim de semana em Moscovo:

1. A Praça Vermelha foi idealizada por Zar Iván III com a finalidade de ter um espaço livre junto ao Kremlin para evitar os incêndios tão habituais na época. A primeira vez que pisemos a Praça Vermelha nos parecerá grandiosa e não é para menos já que tem 74.831 metros quadrados de superfície, 695 metros de comprimento e 130 metros de largura. A Praça Vermelha está limitada por Kremlin, os grandes armazéns GUM, a Catedral de São Basílio e o Mausoléu de Lenin.

2. O Mausoléu de Lenin é uma cripta na qual se mantêm mumificados os restos de Lenin, pode-se visitar. Na parte traseira do Mausoléu ao lado da muralha de Kremlin existe um cemitério de personagens ilustres como Gorka, Stalin, Gagarin.

3. Museu Histórico do Estado (2ª-3ª, 5ª, Sábado-Domingo das 10:00 às 18:00), na Praça Vermelha, foi edificado durante os anos 1878 - 1883. Tem 57 salas nas quais se expõe um reduzido número de peças no total que dispõe o museu, organizadas cronologicamente desde a Pré-história até a Segunda Guerra Mundial.

4. Os Armazéns GUM estão situados no mesmo sítio que estava o mercado do século XV. São três passagens de três pisos cheios de lojas, o capitalismo chegou à Rússia!!!

5. A Catedral de São Basílio foi mandada construir pelo Zar Iván o Terrível. O edifício está formado por nove cúpulas e no seu interior alberga frescos do século XVI. Mesmo em frente da Catedral de São Basílio poderemos ver, o patíbulo de Moscovo, uma plataforma que tem forma circular e servia para as execuções.

6. O Kremlin está rodeado por 2 Km. de muralha e 20 torres. A sua construção data de 1156, mas foi reformado várias vezes ao longo da história. Para entrar em Kremlin deve-se paasar pela Torre Spasskaia ou de São Salvador. Ao passar por aí todos os cidadãos russos deviam destapar a cabeça, em sinal de respeito à imagem de Cristo; inclusive o Czar.

7. A Catedral da Assunção mistura o estilo russo com o renascentista, foi construída em 1475 por mandato do Czar Iván III. No seu interior o ícone religioso de São Jorge do século XIII, é considerado uma figura de especial veneração. Nesta catedral se coroavam os Czares.

8. A Avenida de Lenin é um lugar agradável para passear. Aproveita a visita para conhecer: os Museus de Paleontologia e Mineralogia; e os Hospitais Golicyn de Kazarov e Pirogov de Bove do ano 1828. Muito perto à Avenida Lenin está o Mosteiro del Don, construído no ano 1851 pelo mandato de Zar Ivanovic. Esta construção completamente amuralhada protege no seu interior 7 igrejas de grande beleza.

9. Não deixe de visitar o Parque Sokolniki, antigo lugar de caça dos czares de 600 hectáres; a Igreja de São Nicolás Mártir de estilo barroco; o Palácio do Príncipe Razumovskiy sede do Instituto Central de Cultura Física; a Catedral da Epifanía a maior de Moscovo e já em Baumanskaja Ulitsa os Quartéis Vermelhos e o Palácio Ekaterininskiya.

10. O Convento Novodevichi (4ª a 2ª 10:00 às 18:00), esta jóia da arquitectura é capa que deslumbra o visitante com os seus muros de ladrilho branco, as suas torres vermelhas e as suas brilhantes cúpulas. Foi fundado por Basilio III no ano 1524 para comemorar a captura de Smolensk. A catedral é a parte mais antiga do convento e contém objectos de arte maravillosos. Também destaca-se no conjunto a igreja da Dormición e o cemitério.


Restaurantes. Onde comer em Moscovo

Na zona do Hotel Internacional há uma série de muito bons restaurantes de comida francesa, ucraniana, japonesa e de caça, da Rússia. O Café Pushkin, uma casa do século XVIII, reciclada estupendamente com restaurante russo na planta baixa, internacional no primeiro piso e cafetaria na esplanda acima, vale a pena ir. Está na Praça Pushkin, a meia quadra da Tverskaya (principal avenida de Moscovo). E se um dá voltas pela cidade há muito bons Clubes ingleses, que têm algum prato típico, muito agradáveis. Há bons saladas bares, para algo rápido do meio dia, que são uma cadeia e chamam-se "Pátio Pasta" e "Pátio Pizza".

Vida Nocturna Moscovo

Deixe-se levar pelo ritmo da vida de Moscovo num dos seus lugares de entretenimento mais quentes. A música viva, os bailes, os shows, os casinos e muito mais são só uma parte da vida nocturna emocionante que Moscovo tem para oferecer.

Compras em Moscovo

Moscovo convida-vos a vasculhar no bazar internacional das boutiques exclusivas, dos desenhadores famosos, e as joalharias elegantes. Não se pode ir de Moscovo sem comprar uma boneca Matriuska, as bonecas tradicionais russas criadas em 1890, cuja originalidade consiste em que se encontram ocas por dentro, de tal maneira que no seu interior albergam uma nova boneca.

 

Prepara a tua viagem a Moscovo:

 



















Copyright 2008 by TyM Viajeros S.L. - A travel media company.