arco del triunfo arco del triunfo zaha hadid  
bali cóctel barcelona   zaha hadid hotel berlin
bali   metro munich
bali

Viagens Lisboa


Turismo Portugal

Portugal atrai pelas suas costas, as suas praias, o seu agradável clima, a beleza das suas cidades, os seus povos e sobretudo pela hospitalidade dos seus habitantes, a sua fascinante história e cultura. Da cidade de Porto no Norte, célebre pelo vinho que leva o seu nome, até a província, cheia de sol, do Algarve no extremo Sul, o país oferece uma variedade de atractivos desproporcionada com o seu tamanho. Lisboa, a sua capital, é uma cidade cosmopolita e moderna com uma localização privilegiada nas margens do mar. Ao redor da capital, cidades como Sintra com os seus palácios, património da humanidade e Estoril, com o seu famoso casino e o luxo. E tudo isso sem mencionar o formoso entorno natural da Ilha da Madeira e das Ilhas dos Açores.

Turismo Lisboa

Lisboa é um conjunto de baixadas e subidas que exige do turista paciência e fortaleza para explorar todos os seus encantos. As estreitas ruelas do bairro de Alfama, a subida ao Castelo de São Jorge, as lojas e os encantos do bairro do Rossio superaram a sua vontade de seguir o mapa e o transportaram ao melhor da encantadora Lisboa.


O que visitar em Lisboa

Estes são os 10 lugares que não deves deixar de visitar durante um fim de semana em Lisboa:

1. Os bairros da Baixa, Chíado, Alfama, Mouraria, Graça e Bairro Alto conformam o centro histórico de Lisboa, assentada sobre sete colinas. A Praça dos restauradores, junto ao Rossio, separa a cidade velha da moderna.

2. Na Baixa as ruas e as praças levam nomes que aludem à sua importância como centro comercial: Rua do Ouro, Rua da Prata, Rua dos Sapeteiros ou Rua dos Bacalhoeiros. O arco do Triunfo, que comemora a reconstrução da cidade, dá acesso à pedonal Rua Augusta, eixo principal da Baixa.

3. As vitais Praça do Comércio e Rossio são ponto de união de tráfico, turistas despistados e floristas. Também são de interesse no bairro a Igreja da Conceição Velha e a Sé ou Catedral. A Catedral é um bonito edifício que serve de miradouro sobre a cidade.

4. O elevador de Santa Justa (9:00 às 21:00) é um dos ícones de Lisboa. Desenhado por Eiffel, esta bonita estrutura de ferro de 45 m. de altura, foi no seu momento um meio de transporte inovador. Servia para unir a Baixa com o Largo de Carmo.

5. As ruelas medievais e as casas desconjuntadas e revestidas de azulejos de Alfama, Graça e Mouraria constituem a parte mais antiga e melancólica de Lisboa.

6. As muralhas visigodas do Castelo de São Jorge (9:00 às 21:00) perdem-se entre um sem fim de pequenas ruas. O castelo é um magnífico miradouro sobre a cidade. Na saída eleva-se impoluto o Panteão Nacional e a Igreja de São Vicente.

7. O Bairro alto desenvolveu-se no século XVI como zona residêncial e comercial. Na actualidade está cheio de cafés e esplanadas com bom ambiente. O Café A Brasileira (Garret 120), de estilo art-noveau é um dos mais famosos, pela estátua de Fernando Pessoa tomando café que tem no exterior.

8. Já na zona de Belém encontramos o Mosteiro dos Jerónimos (3ª a Domingo 10:00 às 18:00), é uma jóia do gótico manuelino, razão pela qual foi declarado Património da Humanidade. O bairro de Belém é um dos mais encantadores de Lisboa. Não se esqueça de tirar uma fotografia da ponte sobre o rio Tejo.

9. A Torre de Belém, emblema da cidade, foi construída no século XVI como farol e torre de defesa sobre o rio Tejo. Na margem do rio, junto à Torre de Belém, surge uma curiosa escultura denominada Padrão dos Descobrimentos. Esta homenageia os grandes descobridores portugueses.

10. O recinto que albergou a Expo’98, é hoje um formoso parque frequentado por locais e turistas denominado Parque das Nações. Quantidade de restaurantes e cafés modernos alojam-se nos edifícios construídos para o evento. Um dos pavilhões alberga o Oceanário, o maior aquário da Europa. Não deixe de visitar a torre e a ponte Vasco da Gama.


Restaurantes. Onde comer em Lisboa

Não é complicado comer bem por pouco dinheiro em Lisboa, sobretudo fora do eixo turístico. Na Baixa e Chiado há vários establecimentos económicos onde comer. A Doca de Santo Amaro, às margens do Tejo, é uma das zonas de bares e restaurantes mais visitadas. O Bairro Alto é mais adequado para o jantar, as suas ruas animam-se ao cair do sol e até às 2:00. Recomendamos: Gambrinis (Portas de Santo Antão 23e), Alfaia (Travessa da Queimada 22), Bota Alta (Travessa da Queimada 35), Cada do Alentejo (Portas de S. Antão 58), Antita Pastelaria de Belém (Belém 90) e Café Martinho da Arcada (Praça do Comércio, 3). Para comida kosher: Clara (Ramalho Ortigão 25-2) e Mrs. Assor (Rodrigo da Fonseca 38-1).

Vida Nocturna Lisboa

No Bairro Alto, numerosos bares alternativos e modernos alojam-se em edifícios antigos e pitorescos, nos quais se forma um atractivo ambiente festivo. Não deixes de tomar um vinho verde. Alguns dos locais mais destacados são: Café Suave (Diário de Noticias 6), Portas Largas (Atalaia 105), Majong (Atalaia 3), Grágil (Atalaia 126) e Pavilhão Chinês (Dom Pedro V 89). Os locais nocturnos continuam a ser rigorosos pela roupa e não deixam entrar com short ou sapatilhas. O clube mais emblemático de Lisboa é o Lux Frágil (Infante Dom Henrique).

Compras em Lisboa

Entre as ruas do Bairro Alto, encontrarás lojas de desenho, carteiras, artesanato e têxteis do lar, muitas delas não fecham até a meia-noite.

 

Prepara a tua viagem a Lisboa:

 



















Copyright 2008 by TyM Viajeros S.L. - A travel media company.