arco del triunfo arco del triunfo zaha hadid  
bali cóctel barcelona   zaha hadid hotel berlin
bali   metro munich
bali

Viagens Oslo


Turismo Noruega

Mais que qualquer outra coisa, Noruega é um país de contrastes. Aí encontrarás paisagens e panoramas de todo o tipo e com todas as formas. Na Noruega poderá estar rodeado somente de natureza virgem e desfrutar da tranquilidade, distante da indústria e da contaminação. Desfrute de uma boa comida num restaurante ao ar livre da cidade antes de sair a dar uma volta em bicicleta pelo bosque ou a nadar no mar. Noruega é um país que oferece variadíssimas experiências. Pode descobrir os fiordos impregnados de lenda, os poderosos cumes, as cidades emocionantes e uma costa que se estende milhares de quilómetros entre idílicos recifes castigados pelos ventos.

Turismo Oslo

Oslo: Esta pequena cidade de 500.000 habitantes, de carácter provinciano e preços exorbitantes, é uma das mais atractivas capitais da Europa. Informal e maneável, cresceu sem perder as suas senhas de identidade. Chegar a um bosque continua a ser para os citadinos uma questão de minutos e o centro ainda mantém o calor de um pequeno povo. Trata-se de uma das cidades mais modernas do continente.


O que visitar em Oslo

Estes são os 10 lugares que não deves deixar de visitar durante um fim de semana em Oslo:

1. O casco antigo da cidade de Oslo, tem a sua artéria principal na Karl Johan Gate. Recorriendo-a pode-se visitar: a Catedral ou Oslo Domkirke (10:00 às 16:00), de 1697; o Parlamento (visitas guiadas 10:00 às 13:00, grátis), com a sua peculiar fachada de ladrilho amarelo; o Teatro Nacional, de estilo rococó; a Eidsvolls Pals, uma concorrida praça com numerosas fontes, ideal para um descanso ou comer. No final do casco, encontra-se o campus universitário, um bonito passeio.

2. O Palácio Real, tem três coisas interessantes para visitar, que são: os jardins de acesso gratuito, a troca de guarda às 13:30 a cada dia, e o interior. Este último é só para visitas guiadas e custa 12€; estudantes, 11€.

3. A Galeria Nacional (2ª, 3ª e 6ª: 10.00-18.00, Sábado-Domingo: 10.00-16.00; grátis) que acolhe a colecção de arte mais admirável do país. O seu quadro mais famoso era O Grito, do expressionista noruego Edgard Munch, até que foi roubado em 2004. Ao lado o Historisk Museet (3ª-Domingo: 11.00-16.00; grátis) guarda as colecções de antiguidades da universidade.

4. Frognerparken é um formoso parque urbano com amplas zonas verdes, charco com patos e árvores frondosos. Nele encontra-se o Parque Vigeland, a obra mestra do escultor norueguês Gustav Vigeland (1869-1943). Quase 200 esculturas de granito e bronze de formas humanas a tamanho natural decoram um longo passeio central. As obras representam distintas emoções e sentimentos. A peça mais impressionante é o monólito de corpos retorcidos, talvez a escultura de granito maior do mundo, a mais conhecida, é a do menino que chora. O parque é gratuito e está sempre aberto.

5. O Munchmuseet (10:00 às 16.00, 8€), que recolhe pintura e litografias do universal pintor norueguês nascido em 1863.

6. A Fortaleza de Akershus (2ª a Sábado: 10.00-16.00 e Domingo: 12.30-16.00; 8€) foi erguida em 1299 como castelo e serviu de residência real durante três séculos até que foi reconvertido em fortaleza em 1592. Entre 1637 e 1648 reconstruiu-se em estilo renascentista. No seu interior podem ver-se os magníficos salões, a capela, o mausoléu real e os museus da Resistência e a Defesa.

7. O edifício de ladrilho vermelho da Câmara Municipal (8.30-16.00; 9€) foi motivo de polémica entre os noruegueses durante a sua construção em 1950. Não atrai muito de fora, mas o interior está decorado por prestigiosos artistas da primeira metade do século XX, entre eles o omnipresente Munch.

8. Holmenkollen, este trampolim de saltos de esquí situa-se na ladeira de uma montanha sobre a cidade. É a atracção turística mais visitada de Oslo durante o festival de saltos de Março. No Verão serve de cenário a concertos. O Ski Museet (10.00-16.00; 10€) faz uma repassagem pelos 4000 anos de história deste desporto. A Norte do trampolim levanta-se a torre de retrasmissão da televisão ou Tryvannstarnet, o melhor miradouro de Oslo. Desde o alto dos seus 588m –há ascensor- pode-se observar uma área de 30000 km2, inclusive a Suécia se o dia está limpo.

9. A pequena Península de Bygdoy, situada a Oeste de Oslo, conta com numerosas atracções, museus e famosas embarcações de exploradores noruegueses que podem ver-se no meio dia. No Verão saem transbordadores para aí desde o porto. A península conta com boas praias para disfrutar de um dia de sol.

10. Diversas companhias operam transbordadores que recorrem o Fiordo de Oslo parando nos seus pontos mais interessantes. Os serviços zarpam de Vippetangen ou o porto de Aker Brygge. As ilhas Hovedoya e Langoyen, no fiordo, têm bonitas praias para apanhar sol ou banhar-te em águas norueguesas se o tempo permitir. Se vão ao Fiordo não esqueçam de visitar a Casa de Pai Natal em Drobak.


Restaurantes. Onde comer em Oslo

O melhor para o bolso é procurar um alojamento que incluia cozinha, para preparar os alimentos em casa e evitar comer na rua. Oslo é a cidade mais cara da Europa, e os preços surpreendem muitos turistas despistados. Para saciar a fome durante o dia o melhor é um kebab ou um cachorro quente, se queres comer de prato os melhores preços são os dos restaurantes asiáticos. Em Gronland, a Noroeste da estação de comboio, conhecido como o “Karachi Noruego”, há muitos restaurantes paquistanês com bons preços. As nossas recomendações: Saigon Little Café (Mollergata 32), Hai Café (Calmeyers Gate 6), Far East (Berna Ankers Gate 2), Kafé Mitsu (Mollergata 42), Habibi Café (Storgata 14), Kroshna’s Cuisine (Kirkeveien 59b; self-service vegetariano). Para comida típica os melhores locais são: Norrona Kafé (Grensen 29) e Den Gode Café (Fredensborgvn 13). Para comida kosher o melhor é Koshermat AS (Waldemar Thranes Gate 55).

Vida Nocturna Oslo

Detrás da Câmara Municipal está o porto, Aker Brygge, que conta com numerosas discotecas e bares. No Verão há actuações musicais. Uma cerveja custa 6€, assim que contenta-te passear à luz da lua e dormir. Os bares das zonas Grünerlokka e Gronland são muito populares entre os estudantes de Oslo.

Compras em Oslo

Nem se te ocorra ir às compras em Oslo, os preços são maus para a saúde de qualquer pessoa.

 

Prepara a tua viagem a Oslo:

 



















Copyright 2008 by TyM Viajeros S.L. - A travel media company.