arco del triunfo arco del triunfo zaha hadid  
bali cóctel barcelona   zaha hadid hotel berlin
bali   metro munich
bali

Viagens Roma


Turismo Itália

Itália atraíu, desde séculos, a gentes que buscam cultura e romance. Poucos países podem competir com as suas origens clássicas, a sua arte, as suas tradições, as suas paragens ou a sua gastronomia e vinhos. A forma alargada do país, faz com que recorrer-lo seja um trabalho um pouco complicado. A maioria dos turistas só se preocupam em conhecer: Roma, Florença, Veneza e Milão. Outra zona muito visitada pelos turistas é a Toscana. E para o Verão uma visita às paradisíacas praias da Sicilia, é de carácter ineludível Entre os picos nevados dos Alpes e as costas de Sicilia há várias regiões com dialecto, arquitectura e gastronomia próprias. Itália carece de uma identidade única, razão pela qual visitá-la é um passeio por um misto de culturas individuais e diferentes.

Turismo Roma

Roma: Se todos os caminhos conduzem a Roma, na cidade, todas as ruas dão lugar às formosas praças ou refrescantes fontes ao redor das quais se sentam romanos e turistas para saborear um capuchino ou um gelado. Mas há muito mais, é que Roma é arte, história e cultura antiga e viva por todas as partes.


O que visitar em Roma

Estes são os 10 lugares que não deves deixar de visitar durante um fim de semana em Roma:

1. Os Foros e o Coliseu. O Foro era o centro da vida política, comercial e religiosa. Aqui residia o Cesar e os seus mais chegados, as vilas mais luxuosas levantavam-se no Palatino e nos seus arredores. O Coliseu e o Estádio onde se praticavam as actividades favoritas dos romanos, encontravam-se aqui. Actualmente pode-se visitar (9:00 às 18:30): o Foro Trajano e Mercado de Trajano, o Foro Palatino, o Domus Aurea, o Foro Romano e o Coliseu. O maior dos anfiteatros de Roma foi encomendado por Vespasiano em 72 d.C Oitenta arcos dão entrada aos 55.000 espectadores da capacidade do edifício. Embora o edifício na sua parte exterior é uma maravilha, são todos os níveis do subsolo o que cativou milhares de estudiosos pela sua tencologia de época.

2. Panteão e Praça da Rotunda. (8:30 às 19:00) A fonte do centro da Praça da Rotunda data de 1578, quando Clemente X mandou levantar ali um obelisco com o emblema papal. Este lugar, um dos mais visitados de Roma, serve como ante-sala para o Panteão. O melhor conservado dos edifícios da Roma clássica, foi um templo dedicado a todos os deuses. O edifício de secção redonda, construído em 27 a.C., está precedido de uma loggia quadrada romana de colunas e frontão. A abóbada é uma esfera perfeita de raio 43, 3 m.. Só existe uma entrada de luz, o óculo situado na parte superior da esfera.

3. A Boca da Verdade e Santa Maria in Cosmedin (9:00 às 13:00) Fundada no século VI, Santa Maria in Cosmedin, é uma igreja de origem grega. Na entrada, abaixo o pórtico, encontra-se a Boca da Verdade ou Bocca della Veritá. Este medalhão representa uma idade marina com barba e cornos. Segundo a antiga tradição a boca fecha-se e devora a mão do mentiroso.

4. Castelo Sant Angelo e a Ponte de Sixto (9:00 às 13:30 e 14:30 às 17:00) Este enigmático edifício, por muitos séculos temido, símbolo da repressão vaticana, chama poderosamente à atenção a sua planta em forma de estrela de cinco pontas. No salão principal actualmente pode-se apreciar uma extensa colecção de armas. Os demais salões utilizam-se para exposições itinerantes e os jardins são lugar de jogos ou descanso para crianças e turistas.

5. A história das catacumbas é uma história de marginalização, nenhum cidadão do império tinha direito a ser enterrado em Roma, pelo que devia ser enterrado em catacumbas. Posteriormente na época da perseguição cristã, usaram-se as galerias como esconderijo. Talvez as mais interessantes são as Catacumbas de São Calixto (8:30 às 12:00 e das 14:30 às 17:30. Quarta a Sábado) com os seus mais de 20 Km. em galerias subterrâneas ricamente decoradas.

6. A Fonte de Trevi. Encostada à fachada de um palácio, é um arco triunfal, uma alegoria ao Rei dos Mares. A figura principal é Neptuno tirando do seu carro de cavalos marinos, o acompanham a Abundância e a Saúde. Obra de Nicola Salvi, em 1763, esta fonte é, sem dúvida, o punto de reunião por excelência dos turistas. A tradição indica que se devem lançar duas moedas, a primeira pedindo voltar a Roma e a segunda com um desejo.

7. Não se pode dizer que se esteve em Roma, não se visitou as suas Piazzas ou Praças, os lugares com mais vida da cidade. A oferta é variada, tome um café, compre uma gravura e uns sapatos do mercado, peça dois desejos, descanse e beije muito; as praças estão para isso e muito mais. A mais conhecidas são: A Piazza Navona, o Campo dei Fiori, Praça Farnese, A Piazza del Popolo e A Piazza di Spagna.

8. São Pedro e os Museus do Vaticano (9:00 às 14:00 Segunda a Sábado. Último Domingo do mês Aberto das 9:00 às 13:00.) O Vaticano, é o berço do catolicismo, foi declarado estado independente em Fevereiro de 1929 e a sua figura máxima é o Papa. Neste país o mais pequeno do mundo, vivem 100000 pessoas e possuem o seu própio serviço postal, a sua estação de comboios independente, a sua casa editorial e até o seu própio rádio que trasmite a todo o mundo em mais de 20 línguas. À parte do complexo de São Pedro e dos Museus Vaticanos, o Vaticano compreende os jardins e outros edifícios administrativos e residenciais que estão fechados ao público.

9. A variedade de igrejas em Roma, é incrível, mas entre todas elas destacam-se as construídas pelos arquitectos Bernini e Borromini; em constante luta para demonstrar à história qual é o melhor arquitecto barroco. Destacam-se: O Gesu, São Carlo alle Quattro Fontane, São Pietro in Montorio, São Pietro in Vincoli, Sant’Agnese in Agone, Santa Maria del Popolo, Santa Maria della Pace, Santa Maria in Trastevere, Santa Maria Maggiore e Sant’Ivo alla Sapienza.

10. "O histórico Gheto de Roma, data de 1555, quando o Papa Paulo IV, restringiu todos os judeus a uma pequena área da cidade totalmente fortificada. Hoje em dia esta é uma zona com bonitos restaurantes e uma formosa Sinagoga (Domingo a 5ª 10:00 às 17:00 6ª 9:00 às 14:00) que alberga o Museu Hebraico. Destacam-se na Sinagoga: o Templo Maior, o Templo Espanhol, o oratório di Castro e a Galeria de Mármore Antiga.


Restaurantes. Onde comer em Roma

Qualquer viajante que o deseje pode disfrutar de uma grande variedade de restaurantes nos quais degustar a excelente pasta ou um 'ossobuco', o original sabor do carpaccio. Recomendamos Ristorante – Pizzeria Colonne (Vía dei Serpenti 91) e Trattoria Scavolino (Vicolo Scavolino 72).

Vida Nocturna Roma

Roma é arte e monumentos por suposto, mas também é vida nocturna, discotecas, música e diversão até o amanhecer. Para os amantes do Jazz: Alexander Platz, A Palma Club e Gregory’s; agora se quere blues te recomendamos Big Mama no Trastevere. Mais lugares com música ao vivo para todos os gostos podemos mencionar: Caffé Latino, Fonclea, Ex-Magazzini e Sonica. Se estás à procura de um Clube para passar um bocado e tomar um copo, o melhor é ir a Alpheus, Akab, Goa e Omogenic.

Compras em Roma

Roma depois de Milão, é o centro mais importante da moda e compras de toda a Itália. Todas as marcas importantes de roupa, calçado e complementos tem uma loja em Roma, a maioria delas todas concentradas na Piazza de Spagna ou na Via O Corso.

 

Prepara a tua viagem a Roma:

 



















Copyright 2008 by TyM Viajeros S.L. - A travel media company.