arco del triunfo arco del triunfo zaha hadid  
bali cóctel barcelona   zaha hadid hotel berlin
bali   metro munich
bali

Viagens Florença


Turismo Itália

Itália atraíu, desde séculos, a gentes que buscam cultura e romance. Poucos países podem competir com as suas origens clássicas, a sua arte, as suas tradições, as suas paragens ou a sua gastronomia e vinhos. A forma alargada do país, faz com que recorrer-lo seja um trabalho um pouco complicado. A maioria dos turistas só se preocupam em conhecer: Roma, Florença, Veneza e Milão. Outra zona muito visitada pelos turistas é a Toscana. E para o Verão uma visita às paradisíacas praias da Sicilia, é de carácter ineludível Entre os picos nevados dos Alpes e as costas de Sicilia há várias regiões com dialecto, arquitectura e gastronomia próprias. Itália carece de uma identidade única, razão pela qual visitá-la é um passeio por um misto de culturas individuais e diferentes.

Turismo Florença

Florença: Sem Florença e o mesenazgo dos Médicis não existiriam o Renascimento nem a revolução que esteve suposto para as artes, as ciências e a política. Residência de Maquivelo, Dante ou Miguel Ângelo, Florença tem tanta arte por metro quadrado como gelo na Antártida. É, além disso, a capital da Toscana, aonde o sol tem tom de laranja as colinas verdes e suaves pastos da região, povoadas de sauces que se agitam melancólicos com o vento.


O que visitar em Florença

Estes são os 10 lugares que não deves deixar de visitar durante um fim de semana em Florença:

1. O Duomo e a Piazza (2ª-Sábado, 10:00 às 18:30) A Praça do Duomo é o centro da cidade e recolhe no seu interior os edifícios religiosos mais importantes, todos eles de mármore policromado com desenhos geométricos. Santa Maria dei Fiore ou o Duomo, domina a paisagem urbana com a sua cúpula gigantesca. Esta grande obra, foi o logro de Brunelleschi, quem ousou construir a cúpula mais alta da sua época. Tem que se subir 463 degraus até ao cimo, e só a metade deles para ver os formosos frescos do Julgamento Final de Vasari.

2. Baptistério (2ª-Sábado 10:00 às 18:30) O Baptistério data do século IV-VI é uma edificação em forma octogonal com telhado piramidal. O mais famoso do edifício são as portas de bronze que representam as cenas da vida de Cristo; realizadas por Ghiberti.

3. Campanile (2ª-Sábado 9:00 às 18:50) inciado no ano 1334 por Gioto, continuado por Andrea Pisano e concluído por Francesco Talenti no ano 1359, conta com uma decoração muito colorista. A sua altura é de 87 metros e podem-se subir os 414 degraus para disfrutar de uma formosa panorâmica da cidade.

4. São Lorenço (8:00 às 17:00) era a igreja privada dos Medici, por isso é uma das mais ricas da cidade. Todo o interior da igreja foi desenhado por Miguel Ângelo. Os púlpitos de bronze da nave constituem as últimas obras de Donatelo. E vários dos frescos são de Bronzino. Parte do conjunto é a Biblioteca Mediceo - Laurenzia e a Capela Medicea/Medicee.

5. Santa Croce (2ª a Sábado 10:00 às 12:30 e das 15:00 às 17:00) A igreja gótica de Santa Croce (1294) alberga as tumbas e monumentos de muitos florentinos insignes, entre eles Galileu, Miguel Ângelo e Maquiavelo. No claustro encontra-se a Capela Pazzi, obra mestra da arquitectura renascentista da mão de Luca della Robbia.

6. Galleria degli Uffizi (8:15 às 19:00 de Quarta a Domingo) O formoso palácio que hoje alberga um dos museus mais importantes do mundo, foi concebido para albergar oficinas administrativas enm tempos de Cosimo I. A obra de Vasari teve muitos usos durante muito tempo até que em 1581, se abre uma exposição com os objectos dos Medici e nasce a Galeria. As obras estão dispostas em ordem cronológica para ilustrar a evolução da arte florentina desde o Gótico ao Cinquecento e estilos posteriores. As obras mais conhecidas ocupam as salas 7 à 18.

7. Galeria dell’Academia (3ª a Domingo 8:30 às 17:00) O antigo edifício da primeira academia de arte da Europa, foi transformado em museu e desde 1873 alberga grande parte da obra de Miguel. O principal atractivo do museu e a razão das filas de gente que saem das suas portas, é o David. Criado em 1504 por Miguel Ângelo, à pouca idade de 29 anos.

8. A Piazza della Signoria, a Loggia e o Palácio Vecchio. Completado em 1322, o Palácio Vecchio conserva o seu aspecto medieval exterior e a sua formosa campainha. O edifício que preside a Praça della Signoria, é o lar do governo da cidade. Uma vez dentro a grande escadaria que parte do pátio conduz ao Salão dei Cinqueccento, onde se expõe obras de Miguel Ângelo. A Piazza foi o centro político e social de Florença durante séculos. Na Piazza podem-se observar: a estátua de Cosimo I, a Fontana de Neptuno, a réplica de David, o Marzocco talhado por Donatello e a Loggietta de esculturas. Na Loggietta da Signoria há um sortido de esculturas de grandes artistas como: o Perceo de Cellini e o Rapto das Sabinas de Giambologna.

9. Esta ponte, a mais antiga que conserva a cidade, a desenhou Tadeo Gaddi e se construiu em 1345. O curioso desta ponte é que tem edificações em cima, que antigamente eram habitadas por alguns comerciantes da cidade. A ponte Vecchio foi a única ponte de Florença que não foi destruída na Segunda Guerra Mundial; hoje é a delícia dos visitantes que desejam fazer compras e apreciar as magníficas vistas da cidade sobre o Rio Arno.

10. Giardino dei Bóboli. Tendo detrás do Palazzo Pitti, estes jardins constituem um exemplo da estilizada jardinagem renascentista. Aqui, os fetos podados dão lugar aos bosques de acebos e ciprestes, salpicados de estátuas clássicas.


Restaurantes. Onde comer em Florença

A comida toscana é simples e abundante, utiliza produtos locais: queijos suaves, legumes, carne em grelha e Vinho Chianti. Caminetta dei Verrazzano (Via dei Tavolini 18), Enoteca Fuori Porta (Via Monte alle Croci 10), Palle d’Oro (Via Sant’Antonio 43), Del Carmine (Piazza del Carmine 18), Trattoria 13 Gobbi (Via del Porcellana 9), Del Fagioli (Corso Tintori 47), Baldini (Via dei Prato 96), Il Latini (Via dei Palchetti 6r) e Cibreo (Via dei Macci 118r).

Vida Nocturna Florença

Além de ser ricas em arte e história, Florença oferece numerosas oportunidades para divertir-se, encontrará muitos clubes e discotecas; quase todos ao redor do Duomo. Durante o Inverno um dos entretenimentos favoritos em Florença é patinar sobre gelo diante da igreja de Santa Croce. As nossas recomendações são: Antico Caffé do Moro (Via do Moro 4r), Jazz Club (Via Nuova dei Caccini 3), Marcano (Via degli Olmi 1) e Tenax (Via Pratese 46). E nada mais fiorentino que tomar uma taça de bom café ao finalizar a tarde, neste caso te recomendamos: Café Le Giubbe Rosse (Piazza della Repubblica 13), Café Rivoire (Piazza della Signoria 5), Café Paszkowski (Piazza della Repubblica, 6), Café Gilli (Piazza della Repubblica 39) e Café Pitti (Plaza Pitti 9).

Compras em Florença

Em Florença, a maioria dos visitantes continuam a estar interessados pelas joalharias da Ponte Vecchio, famosas desde faz séculos. Para comprar antiguidades devem dirigir-se à Via Maggio e para objectos de couro à Via dei Tornabuoni e Via de Pucci. Além de lojas, Florença tem vários mercados ao ar livre, que são a melhor oportunidade para comprar a preços baixos, os melhores são: o de São Lorenço e o de Santa Croce.

 

Prepara a tua viagem a Florença:

 



















Copyright 2008 by TyM Viajeros S.L. - A travel media company.