arco del triunfo arco del triunfo zaha hadid  
bali cóctel barcelona   zaha hadid hotel berlin
bali   metro munich
bali

Viagens Amesterdão


Turismo Holanda

Embora Holanda seja um país muito plano, é também um país muito surpreendente. Um país no qual, desde séculos, convivem diversas culturas, no qual florescem tanto a arte como a ciência, mas também um país de vacas e de flores. Uma quarta parte da Holanda encontra-se debaixo do nível do mar. Desde princípios do século XIX, sobre o reinado de Luis Napoleão, Amesterdão foi declarada capital do reino e ainda o é. Haya é a sede do governo e o lugar de residência da Rainha Beatriz. A conhecida Roterdão, é uma oportunidade para conhecer cara a cara a arquitectura moderna europeia. E a formosa terra das tulipas, que se pode recorrer inteiramente de bicicleta.

Turismo Amesterdão

Amesterdão, a capital mais liberal da Europa é um grande íman que atrai todo o tipo de gente fascinante, que se sente em paz num lugar tão rematadamente belo e com tão poucas restrições. Deve-se desfrutar com cuidado e moderação, Amesterdão é uma dessas cidades às que decidirá voltar.


O que visitar em Amesterdão

Estes são os 10 lugares que não deves deixar de visitar durante um fim de semana em Amesterdão:

1. Os canais e as vias navegáveis encarnam o verdadeiro espírito de Amesterdão, desde a elegância das mansões do Grachtengordel ou Anillo dos Canais até as fileiras de armazéns reformados do Brouwersgracht ou as preciosas casas do Reguliersgrachr. Cruzam-nos mais de 1281 belas pontes, como o famoso Magere Drug, uma ponte levadiça tradicional dos Países Baixos. Também se pode descansar nos numerosos cafés e bares junto aos canais e observar os barcos.

2. Cores quentes, formas simétricas e fachadas limpas poderiam ser a perfeita descrição da arquitectura holandesa. Desde a Oude Kerk e a Nieuwe Kerk, as duas igrejas mais velhas da cidade. Passando pelas construções militares, que apareceram com a invenção da pólvora, ou por Gabletes que actualmente ainda luzem nas pontas de muitas torres, até chegar à arquitectura de madeira e ladrilho de Berlage, ou aos edifícios como o do Grupo ING pertenecentes a Moederhuis, e os edifícios do funcionalismo; para dar passagem à mais vanguardista da arquitectura moderna e contemporânea. Amesterdão é um delírio para os amantes da arquitectura.

3. Van Gogh Museum (Todo o ano de Segunda a Quinta e Fins-de-semana das 10:00 às 18:00. Sexta das 10:00 às 22:00). O Museu é parte do que se conhece como a praça ou o quarteirão dos museus, encontra-se situado entre o Rojksmusem e o Stedelijk Museu. A colecção está albergada em dois edifícios. O primeiro e o principal aberto em 1973 obra de Gerrit Rietveld e a ampliação ou ala das exibições aberto em 1999 obra de Kisho Kurokawa. As obras do famoso pintor encontram-se organizadas cronologicamente em cinco partes, cada uma delas representativas dos períodos da sua vida e sua pintura.

4. Rijksmuseum Amesterdão (9:00 às 18:00 todos os dias) Este museu está considerado o mais importante da colecção do património cultural holandês, pois a sua colecção consta de quase um milhão de peças e objetos preciosos que se exibem. A Colecção divide-se em cinco departamentos: pintura, escultura e artes aplicadas, estampas, arte oriental e história dos Países Baixos.

5. Casa Natal de Rembrandt (Segunda a Sábado das 10:00 às 17:00. Domingos das 13:00 às 17:00) A casa onde Rambrandt viveu entre 1639 e 1658, actualmente é um museu. A colecção do museu é uma das mais extensas dedicadas ao artista, mas este museu não é Rembrandt e nada mais; a colecção abarca a pintura pré-rembrandt e clássica. Também destaca-se a grande quantidade de retratos e gravuras.

6. NEMO (Quarta a Domingo das 10:00 às 17:00) O edifício do museu, obra de Renzo Piano, divide-se em três plantas compostas por exposições fixas, nas que o visitante iniciará uma viagem pelo mundo da ciência da natureza, indústria bioquímica e informação tecnológica. As palavras chaves deste museu são: interactividade e diversão.

7. Museu de História Judia. (Domingo a 6ª 11:00 às 17:00) Este complexo formado por quatro sinagogas, conectadas internamente, foram construídas entre os séculos XVII e XVIII e inaugurado em 1987. Dentro da visita destacam-se: A Sinagoga Grote, o Manuscrito Haggadah e a Arca da Glória. Museu Casa de Ana Frank (Segunda a Domingo das 9:00 às 19:00) Ana Frank, embora se encontrava oculta do assédio Nazi sobre Amesterdão, começou a escrever o seu diário que converteu num dos documentos mais comoventes da história. O Museu, permite-nos ver o esconderijo onde se ocultava a família de Ana, junto com outra mais durante a Segunda Guerra Mundial. Sinagoga Portuguesa. (Domingo a 6ª 10:00 às 16:00) Desenhada por Ella’s Bouman para a comunidade portuguesa judia sefardí, está construída emulando o Templo de Salomão em Jerusalém.

8. O Bairro Vermelho: A prostituição em Amesterdão data dos dias em que a cidade se estabelecia como porto no século XIII. O bairro vermelho actual, conhecido como De Walletjes, extende-se ao redor de Oude Kerk, compõe-se de ruelas recorridas por chamativas sex-shops e sórdidos clubes. De dia é um bairro muito interessante com cafés e restaurantes às margens dos canais.

9. Palácio Koninklijk, ainda utilizado pela família real, é um enorme edifício clássico que preside a zona. No interior, a magnificência da arquitectura aprecia-se melhor na ampla Burgerzaal ou sala dos cidadãos. Esta sala, baseada nas assembleias romanas, abarca a longitude do edifício. O chão é de mármore, com mapas dos hemisférios oriental e ocidental, e conta também com esculturas épicas de Quellien. A maioria do mobiliário data de 1808 quando este palácio foi escolhido por Luis Bonaparte como palácio real.

10. O vizinho de Begijnhof, construiu-se em 1346 como santuário para as beguinas, uma congregação de mulheres que viviam como monjas mas não faziam votos. A troca de alojamento, as mulheres acarretaram a educação dos pobres e de cuidar os doentes. Disfrute das preciosas casas entre as que se encontra a mais antiga da cidade.


Restaurantes. Onde comer em Amesterdão

Amesterdão tem uma grande variedade de restaurantes de países exóticos, especialmente da China e Indonésia. Também pode-se comer nos cafés e bares, bem e a bom preço. Outra boa opção são as mesas ou cantinas universitárias, a mais conhecida é: Atrium ( Oudezijds Achterburgwal 237). Recomendamos: Beck Family House (Muiderstraat 4), HaCarmel Israeli (Amstelveenseweg 224), Jacobs Kosher Catering (Oldenaller 2), King Solomon (Waterlooplein 239), Mouwes Delicatessen (Kastelenstreet 261), Pinto (Jodenbreestraat 144), Pizza & Co (Kastelenstr 105), Shabbos - Tisch (Plantage Westermanlaan 9), Sol. Meijer Sandwich (Scheldestraat 45) e Theeboom (Bolestein 45).

Vida Nocturna Amesterdão

A vida nocturna em Amesterdão é muitovariada, se estás procurando lugares direfentes para ir, chegaste ao lugar ideal. Te recomendamos: More (Rozengracht 133), The Power Zone (Daniël Goedkoopstraat 1-3), Club Panama (Oostelijke Handelskade/Veemkade), Paradiso (Weteringschans 6-8), Sinners in Heaven (Wagenstraat 3), Escape (Rembrantplein 11), Odeon (Singel 460) e Club Arena Tonight (Gravesandestraat 51). Outra boa recomendação são as esplanadas sobre os canais, aproveitarás o melhor das noites de Verão.

Compras em Amesterdão

A actividade comercial de Amesterdão centra-se na praça Dam, onde antigamente estava o mercado, que hoje se aloja no De Bijenkorf. Nas ruas P.C. Hoofstraat e Van Baerlestraat, concentram-se numerosas e importantes lojas de moda internacional, joalharias, sapatarias exclusivas e boutiques de última moda. Distingue-se a Magna Plaza Shopping Center, um grande centro comercial; o Amesterdão Diamond Center, para jóias e pedras; e o Mercado das Flores.

 

Prepara a tua viagem a Amesterdão:

 



















Copyright 2008 by TyM Viajeros S.L. - A travel media company.