arco del triunfo arco del triunfo zaha hadid  
bali cóctel barcelona   zaha hadid hotel berlin
bali   metro munich
bali

Viagens Ilhas Gregas


Turismo Grécia

Cume da civilização ocidental, neste país se sentaram as bases do que hoje conhecemos como filosofia, política, arquitectura, literatura e as olimpíadas. Os restos desta inigualável cultura podem admirar-se por todo o país, uma vez que se desfruta de uma gastronomia saudável e de característicos sabores naturais. País costeiro onde a sua geografia, mais além do continente, inclui duas mil ilhas. No interior, não há um só povo que esteja a mais de 80 quilómetros distanciado da costa, porque o mar sempre marcou o carácter e os costumes deste povo.

Turismo Ilhas Gregas

Ilhas Gregas


O que visitar em Ilhas Gregas

Estes são os 10 lugares que não deves deixar de visitar durante um fim de semana em Ilhas Gregas:

1. Creta: A combinação dos montes escarpados, águas cristalinas e uma história milenária com o carácter agradável dos cretenses, fizeram de Creta um destino turístico ideal. E é que Creta à parte de ser o centro da civilização minoica também foi habitada por romanos, bizantinos, venezianos e turcos. Em toda a ilha se podem ver monumentos que nos contam a palpitante história deste canto do mundo. As cidades principais de Creta são Heraklion, a sua capital, Chaniá e Rétimno.

2. HeraKlión é uma cidade com muito para oferecer ao visitante. Os quatro séculos de domínio veneziano dotaram Heraclion de um rico património arquitectónico, como o que podemos apreciar na fortaleza do século XVI e na Loggia do século XVII. Também as igrejas da cidade são um legado histórico importante, como a de Agios Márkos, construída em 1239 e Agios Títos do século XVI.

3. A estrela de Heraclon é o Palácio de Cnosos. Foi o maior dos edifícios construídos pelos minoicos e data de 1900 a.C. Foi reconstruído depois da sua destrução em 1700 a.C. devido a um terramoto e logo descobertas e restauradas as suas ruínas por Sr Arthur Evans a principios do século XX. A verdade é que o palácio dá uma ideia surpreendente de como se vivia na Creta durante a civilização minoica. Não deixem de visitar também o Museu de Arqueologia e o Museu de História.

4. Ao visitar Rodas não se tira da cabeça duas imagens, a primeira o Coloso, essa estátua gigante que dava as boas-vindas ao porto e os cavaleiros hospitaleiros que lutaram 213 anos contra os muçulmanos antes de ser vencidos e fugir para Malta. A cidade está cingida pelas muralhas construídas pela ordem hospitaleira e reforçadas pelos otomanos.

5. No interior das muralhas há tanto para ver, como O Palácio dos Grandes Maestros onde se alojava o grande maestro ou cabeça principal da ordem e o Hospital dos Cavaleiros. Quando sais das muralhas o que encontras é uma cidade moderna, cheia de flores e de alegria. A porta de Nea Ágora, o novo mercado, o porto desportivo ou Mandraki, o Palácio do Governador e a Mesquita de Murat Reis.

6. Corfu. Ciprestes entre oliveiras, fachadas de cor mostarda ou rosada, Corfu não é precisamente a típica ilha grega. E é que a azarosa história desta ilha, por aqui passaram os turcos, ingleses, franceses e os venezianos, ficou reflectida na cariada arquitectura. O Palácio de São Miguel e São Jorge foi levantado pelos britânicos, logo foi usado pela família real grega e finalmente transformado no Museu de Arte Asiática. Faça um recorrido desde Spianáda, a praça central até Liston a zona de moda e disfrute das praias de Corfú.

7. A cidade de Naxos, a principal da ilha do mesmo nome, está cravada numa colina sobre o porto. Naxos possui umas tortuosas ruelas brancas que trepam até as derrubadas muralhas do Kastro ou Fortaleza Veneziana. A grande Portára de mármore do século VI, dá as boas-vindas aos viajantes que chegam de barco, recordando o inacabado Templo de Apolo que aqui se construía. A bonita catedral ortodoxa do século XVIII, Metrópoli Zoödóchou Pigís, eleva-se no Bourgos, diante do mercado. Completam o recorrido o Museu Arqueológico, situado no Kástro. A Sul, Agios Geórigios é o principal centro turístico, com múltiplos alojamentos e restaurantes.

8. A ilha de Delos (3ª a Domingo) encontra-se a 2,5 Km. a Sudoeste de Miconos. É impossível pernoitar na ilha, pois ela por completo é um jazigo arqueológico. Pode-se chegar aí com um ferry que sai às 8:00 e 10:00 a.m. desde Miconos, Paros ou Naxos. Diz-se que aqui em Delos nasceram Apolo e Artemisa, por isso esta ilha foi sagrada para os antigos, que construíram aqui uma quantidade de templos de grande importância.

9. Com os seus moinhos e as suas 300 capelas brancas perdidas numa terra infértil, a ilha de Mikonos, não era mais que um mito do que falaram quatro pintores. Em 1975, a ilha converteu-se na St. Tropez de Grécia, com a primeira praia nudista neste país. Actualmente a ilha está estupendamente comunicada e é um dos lugares mais visitados de toda a Europa.

10. Os habitantes da ilha a chamam Thira (como a capital), é o nome de um general espartano, em vez de Santorín que é veneziano e quer dizer Santa Irene. A ilha tem duas colinas e um vale no centro que parece engolir o universo branco de casas pintadas a cal e afundar-se no mar azul profundo. Na temporada baixa é quando mais se disfruta do encanto da ilha. Não deixe de visitar as cidades de Tira e Oia. E se tem tempo, Nea Kammeni, uma pequena ilha com águas termais.


Restaurantes. Onde comer em Ilhas Gregas


Vida Nocturna Ilhas Gregas


Compras em Ilhas Gregas


 

Prepara a tua viagem a Ilhas Gregas:

 



















Copyright 2008 by TyM Viajeros S.L. - A travel media company.