arco del triunfo arco del triunfo zaha hadid  
bali cóctel barcelona   zaha hadid hotel berlin
bali   metro munich
bali

Viagens Madrid


Turismo Espanha

Descobre Espanha, tudo um mundo de emoções se abre à tua passagem, sem haver necessidade de ir muito longe. Lugares pensados para qualquer viajante, seja qual for a sua forma de viajar. Poderá encontrar cultura, ócio e entretenimento no mesmo lugar. Para desfrutar podes eleger desde as mais frescas brisas do Cantábrico, com a sua gastronomia inigualável, até as quentes areias mediterrâneas. Poderás desfrutar nas suas praias dos mais diversos desportos ou simplesmente relaxar-te debaixo do sol de Espanha, viver o dia ou despertar a noite, única e famosa no mundo inteiro. Desfrutar do encanto do Sul com Sevilha, Granada, Cadiz, Jerez... Espanha é tudo isso e muito mais, o que quer que procures o encontrarás. As suas ilhas te encantarão, e não deves de esquecer Ceuta e Melilla, que desde o continente vizinho desprendem o sabor espanhol por todos os seus recantos. Não se pode esquecer que Espanha é o terceiro país mais visitado do mundo, depois dos Estados Unidos e França. Além disso, cada vez mais espanhóis elegem o seu próprio país como destino de férias. O sector turístico está muito desenvolvido, até o ponto de ser o principal impulsionador da economia nacional. A rede de serviços de informação turística é ampla e eficiente. Não deixes de visitar Espanha, as estatísticas demonstram que não tem comparação.

Turismo Madrid

Madrid: Quando Felipe II escolheu Madrid como capital, em 1561, era uma pequena cidade castelhana de escassa importância. Nos anos que se seguiram transformar-se-ia no centro neurálgico de um poderoso império. Hoje em dia é uma enorme cidade com muito para oferecer, um misto de culturas, sabores e odores que não deves perder.


O que visitar em Madrid

Estes são os 10 lugares que não deves deixar de visitar durante um fim de semana em Madrid:

1. A Praça Maior, do século XVII, foi durante centenas de anos um ninho de actividade onde se celebraram corridas de touros, execuções, desfiles e autos de fé. No centro ergue-se a estátua equestre de Felipe III, responsável da construção da praça. As elegantes arcadas que encerram a Praça Maior estam agora repletas de cafés e lojas de artesanato. Entre os edifícios que a rodeiam destaca-se a Casa da Padaria com as suas paredes decoradas com frescos alegóricos.

2. Com a sua multiplicidade de lojas e cafés, a Porta do Sol é uma das zonas mais animadas de Madrid. A praça marca a entrada oriental e original à cidade, outrora ocupado por uma porta e um castelo. Desde o século XIX é o foco da vida social da cidade. Na praça uma estátua com o símbolo de Madrid, “o osso e o medronho”. Este é o lugar escolhido pelos locais para receber o ano entre fogos artificiais e espectáculos de luzes.

3. Parque do Retiro (24h sem pausas). O retiro formou parte do complexo do Palácio Real de Felipe IV. Tudo o que se conserva daquele palácio é o Casarão do Bom Retiro (agora parte do Museu do Prado). Aberto ao público em 1869, o Retiro é um lugar muito popular entre os madrilenos, que continuam a frequentar para navegar no lago, passear ao ar livre ou tomar um tentempié sobre a relva.

4. O Palácio Real (2ª-Domingo 10:00 às 17:00, fecha para actos oficiais) embora seja a residência oficial do Rei de Espanha, este não habita nele. Todos os salões estão incluídos na visita. A exuberante decoração do interior reflecte os gostos dos reis Borbones. O complexo incorpora a Real Armaria, com uma exposição de armaduras e armas antigas, e os jardins reais ou Campo do Moro como é conhecido.

5. O Museu do Prado (3ª a Sábado 9:00 às 19:00, Domingo 9:00 a 14:00. 10€) possui a mais importante colecção do mundo de pintura espanhola dos séculos XII e XIX, na qual se incluem obras de Velásquez e Goya. Também conta com obras mestras italianas e flamengas. O edifício de corte neoclássico, foi ampliado em 2003, juntamente com o Casarão do Bom Retiro, para ampliar o espaço expositivo.

6. No edifício do Antigo Hospital General de Madrid, do século XVIII, este magnífico museu recolhe arte do século XX, através das obras de artistas influentes como Picasso, Dali, Miró e Chillida. O museu foi totalmente reformado e ampliado, por Jean Nouvel, agora o novo edifício é parte da grande exposição. A estrela da colecção é o Guernica (1937) de Picasso.

7. O grandioso Museu Thyssen-Bornemisza (3ª a Domingo 10:00 às 19:00) hospeda a colecção do barão e da baronesa Thyssen. Desde os seus inicios, na década de 1920, a colecção pretendia ilustrar a história de arte ocidental, desde o século XIV-XX. O museu expõe obras de Tiziano, Goya, Van Gogh, Van Eyck, Cristus, Rubens, Picasso e Hopper.

8. A Grande Via, importante artéria de Madrid moderno, foi inaugurada em 1910. Em ambos os lados levantam-se cinemas, lojas turísticas, hotéis e restaurantes, além de edifícios de interesse arquitectónico. Começando por Alcalá, detacam-se: O edifício Metrópolis, de inspiração francesa; E estrela, de estilo neoclássico; a Praça de Callao, com os seus edifícios art-deco; e a Sala de Bingo Capitol.

9. Convento das Descalzas Reais (3ª a Sábado 16:00 às 17:45 e Domingo 11:00 às 13:45) este edifício religioso é um dos poucos exponentes de arquitectura do século XVI que se conservam em Madrid. O palácio medieval, foi doado por D. Juana de Áustria, à congregação; o que também explica a extensa colecção de obras de arte do interior.

10. Toledo (a 1/2h de comboio de Madrid). O enredo de preciosas e empinadas ruas que desenham a Juderia transporta o passeante a Toledo Judeu da Idade Média. Na visita à juderia de Toledo, destacam-se: a Porta do Cambrón, o Mosteiro de São Juan dos Reis, a Sinagoga de Santa Maria a Branca, o Museu Victório Macho, a Sinagoga do Tránsito, o Museu Sefardí, Museu d`O Greco, a Igreja de Santo Tomé (onde se encontra exposto o quadro O Enterro do Conde de Orgaz) e a Ponte de São Martín.


Restaurantes. Onde comer em Madrid

Os establecimentos mais baratos e rápidos para comer como os bares de tapas e cafés que servem aperitivos “tapas”, rações de comidas, pratos combinados e cafés a bons preços. Em Madrid se te sentas a beber uma cerveja ou um copo de vinho, sempre te oferecerão um bom prato de azeitonas ou batatas fritas para acompanhar totalmente grátis.

Vida Nocturna Madrid

A vida nocturna de Madrid, como em quase toda a Espanha, caracteriza-se pelo carácter nómada dos seus assíduos, que não passam muito tempo no seu local favorito, mas que vão continuamente trocando de local. E isto é o que dá esta atmosfera à rua e ocasiona o que os locais incansavelmente cobrem de vida ou adormecem. E tudo isso sucederá durante toda a madrugada, até que chega a hora do pequeno-almoço em qualquer padaria ou cafetaria. Madrid, segundo dizem é dos locais que "não dorme", assim que tome o metro até o centro e ponha-se em marcha, a noite é jovem.

Compras em Madrid

Fazer compras em Espanha é muito agradável, sobretudo se se faz à madrilena, parando de vez em quando a tomar algo. Nos pequenos comércios, a atenção continua excelente e muito detalhada. Os mercados vendem os produtos mais frescos e encontra-se bons vinhos em qualquer loja de alimentação. Os produtos de couro contam-se entre as formas de artesanato mais valorizadas. A moda espanhola também é destacável, não se perde uma tarde por Serrano, entre boutiques e salões de chá.

 

Prepara a tua viagem a Madrid:

 



















Copyright 2008 by TyM Viajeros S.L. - A travel media company.