arco del triunfo arco del triunfo zaha hadid  
bali cóctel barcelona   zaha hadid hotel berlin
bali   metro munich
bali

Viagens Bruxelas


Turismo Bélgica

Quando viajes por ela, vive-la em cheio, sem reservas, absorvendo com garra toda a sua história, a sua trajectória moderna, o seu passado, nessa mistura de ontem e de hoje que revive pelas suas ruas e praças. Este país sabe transmitir, directamente, ao coração, a categoria de ser a maravilhosa capital da Europa. O seu clima é, típicamente, europeu com 23 graus de máxima em Julho e 11 graus de mínima em Setembro, fazendo a estância do turista mais agradável, sem dúvidas. Se queres comprar alguma lembrança não esqueças de levar uma deliciosa tablete de chocolate ou as magníficas rendas que elabora,, famosas pela sua excelente qualidade.

Turismo Bruxelas

Bruxelas: embora esta cidade tenha fama de aborrecida e obcecada com a política; o visitante se surpreenderá ao encontrar uma cidade europeia em toda regra. Clubes que não fecham, íntimos cafés e sobretudo um ambiente muito descontraído fazem de Bruxelas uma cidade encantadora para os turistas.


O que visitar em Bruxelas

Estes são os 10 lugares que não deves deixar de visitar durante um fim de semana em Bruxelas:

1. O Hotel de Ville (10:00 às 18:00 diário. 2,8 euros) e Grand Place. O melhor lugar para començar uma visita a Bruxelas é a Grand Place, um espaço sublime rodeado de formosos edifícios, entre os quais se destaca a Câmara Municipal em estilo gótico. Outro edifício interessante é a Maison du Roi, que actualmente alberga o Museu da Cidade.

2. As Casas dos Grémios. Conhecem-se assim os edifícios que rodeiam a Praça Grande. Destruídas no bombardeamento de 1965 e reconstruídas em estilo renascentista flamengo, cada uma representa um ofício típico da cidade.

3. Manneken Pis. A origem da famosa estátua remonta-se a 1619 quando Jerome Duquesnoy a criou à base de bronze. Durante todos estes séculos foi roubada e ocultada para não ser bombardeada nas guerras. Em 1698 o Governador dos Países Baixos Austríacos ofereceu um traje a Manneken para celebrar uma festividade, esta acção foi copiada por muita gente. Agora o Manneken Pis tem mais de 600 trajes que se podem visitar no museu.

4. A Catedral de S. Michel et Gudule. (Segunda a Domingo 8:00 – 18:00 Na época invernal fecha às 17:00) A injusta localização desta igreja faz com que muitos acabem por não a visitar, mas depois da reconstrução para a boda dos príncipes Matilde e Guilherme merece passar um tempo nela.

5. Centre Belge da Banda Dessinée (3ª a Domingo 10:00 às 18:00. 6,2€) esta cidade não se pode entender sem a presença da comédia, e especialmente sem Tin Tin, por esta razão há um espaço dedicado à história da comédia belga.

6. Museu Horta (3ª-Domingo 14:00 às 17:30. 5 euros) o art noveau de finais do século XIX, consagrou a Victor Horta como um dos maestros da arquitectura e a expressão. Neste museu pode-se visitar a casa do artista com a sua decoração original e muitas obras originais.

7. Museu Magritte (3ª a Domingo 10:00 às 18:00. 5€) nada melhor que visitar a casa deste pintor surrealista para entender este movimento que sacudiu a Europa. O museu é um percurso pelos objectos e lugares que marcaram a vida deste importante artista belga.

8. Museus (3ª a Domingo 10:00 às 18:00) Em Bruxelas há muita arte, desde os famosos tapetes flamengos e os maestos da pintura flamenga até o art noveau, o fauvismo e o surrealismo. Todos estes movimentos podemos apreciar nas exposições do Museu de Arte Moderna e Museu da Vile de Bruxelles.

9. Atomiun (2ª a Domingo 10:00 às 18:00. 5,45€) Monumento construído em 1958, é o monumento mais representativo de Bruxelas. O Atomiun simboliza o átomo de Ferro com os seus 9 neutrões mas aumentado em 150 mil milhões de vezes. Cada esfera contém exposições relacionadas com a cidade e numa delas há um restaurante. Durante 2004 restaurou-se completamente e agora é uma visita obrigatória.

10. Os Parques. Bruxelas é uma autêntica zona verde já que conta com 15 % de zonas verdes entre parques e bosques nos arredores da cidade. Isto faz com que seja a segunda capital do mundo com mais zonas verdes. Lhes recomendamos o Parc du Cinquantenaire, onde devem visitar o palácio do mesmo nome; o Bois da Cambre; e o Parc de Bruxelles.


Restaurantes. Onde comer em Bruxelas

Os postos da Rue du Marché aux Fromages é a melhor rua para os viajantes que queiram comer barato. As nossas recomendações são: Pasta Basta (Grand’ile 25), Da Kao (Antoine Dansaert 38), Porte du Bengale (A Chasse), Chez Leon (Rue de Bouchers, 18) L'Amadeus (Rue Veydt 13).

Vida Nocturna Bruxelas

Os arredores de Grande Place, são a melhor selecção para uma noite de festa. A maioria dos clubes abrem só às 11 p.m. e alguns, poucos, até à entrada da madrugada. Lhes recomendamos Mort Subite (Montagne aux Herbes Potageres 7), Falstaff (Henri Maus 17), Café Belga (Place Flagey 18) e Fuse (Blaes 208). Bruxelas é um grande lugar para tomar cerveja, lhes recomendamos Morder Lambic (Savoie 68) e Het Biercircus (L’Enseignement 89).

Compras em Bruxelas

As compras características incluem cerâmicas e objectos de cobre feitos à mão em Dinant; chocolate belga; cristal de Val San Lambert; diamantes; joalharia de Amberes; encaixe de Brujas, Bruxelas e Mechelen (Malines); talhas de madeira de Spa e ‘bandes dessinées (livros de cómics).

 

Prepara a tua viagem a Bruxelas:

 



















Copyright 2008 by TyM Viajeros S.L. - A travel media company.